Corrupção também é culpa do eleitor

Artigo- Onofre Garcia

Vendo nesse momento de campanha eleitoral em Morrinhos a opinião do prefeito de Colatina-MG, Sérgio Meneguelli viralizar nas redes sociais, chamando a atenção do povo para algumas práticas políticas eivadas de erros e desonestidades, comuns em todo Brasil, tenho a dizer que tudo que ele falou já venho falando há algum tempo. Concordo plenamente quando ele coloca que é o eleitor o maior culpado por termos corruptos e maus políticos como nossos representantes no legislativo e executivo. Veja bem, o mesmo eleitor que critica, xinga, se revolta com os políticos corruptos é o mesmo que continua elegendo e reelegendo todos que se utilizam desse nefasto comportamento.

Outro ponto importante que nos chama a atenção e que tenho falado sempre é sobre a permanência de grupos políticos no poder por vários mandatos, que agem como se fossem donos da cidade. Isso caracteriza sede e ganância de poder, por sempre tentar impedir que outras pessoas ocupem o cargo de prefeito. Em Morrinhos essa prática é bastante comum, já que apenas dois grupos políticos se revezaram no comando do município em torno de 28 anos. É nessa hora que o eleitor deve entender que tem nas mãos a maior arma para acabar com o casuísmo dos grupos. A alternância de poder fazer parte da essência da democracia, com certeza existe em Morrinhos outras pessoas de bem para assumirem os destinos do município.

Meneguelli deixou claro e com razão que é o eleitor que cria e alimenta o político corrupto, se não fosse assim não teríamos políticos desonestos, talvez por apenas um mandato. Outro ponto importante da fala de Meneguelli é quando ele diz que o prefeito é corrupto quando a Câmara de Vereadores permite, pois o legislativo tem poderes para cassar os governantes municipais desonestos. Tudo isso é a mais pura verdade, sendo assim é importante que nós eleitores façamos uma reflexão sobre essas colocações e no dia eleição votar com sabedoria e consciência. Vale lembrar que Meneguelli não é candidato a reeleição e poderia ser porque está o primeiro mandato.