Espalhe por ai:

Assunto foi abordado durante lançamento do site do projeto TEAmamos. Idealizadoras do movimento e superintendente da Infância e Juventude do Estado devem se reunir nos próximos dias

O projeto de transformação social TEAmamos, criado com o propósito de acolher as famílias que convivem com a realidade do Transtorno do Espectro do Autista (TEA), ganhou uma aliada de peso no último sábado, 19 de outubro. Durante o lançamento do site do movimento (www.teamamos.com.br), a superintendente estadual da Infância e Juventude, Thaís Moraes – que representava no evento o governador Ronaldo Caiado, a primeira-dama Gracinha Caiado e a secretária de Desenvolvimento Social, Lúcia Vânia – afirmou que está aberta a se reunir com as idealizadoras do projeto para discutir a realização de um censo que quantifique o número de pessoas com autismo que vivem no Estado.

“O Governo do Estado reitera, aqui, o compromisso para a promoção de políticas públicas efetivas que estimulem o debate da inclusão. Sendo assim, estou à disposição, enquanto superintendente da Infância e Juventude, para que possamos dar um start neste mapeamento”, destacou Thaís Moraes, ao ressaltar que o Estado conta com um instrumento de peso para realizar a pesquisa – o Instituto Mauro Borges (IMB).

A necessidade de realização do censo foi levantada, durante o evento, pela jornalista Carla Lacerda. De acordo com ela, que é mãe de um menino autista de 6 anos, o mapeamento é importante porque fornece elementos sólidos para a elaboração de políticas de acordo com a necessidade do público-alvo. “Não há, no Brasil, nenhum estudo científico (apenas estimativas) que mostre quantas pessoas com TEA vivem no País. Nós sabemos que somos muitos. E esse número não para de crescer. A partir do momento em que o Estado tem esse dado em mãos, pode direcionar as iniciativas de inclusão de forma mais assertiva em diversas áreas”, defendeu a jornalista.

O lançamento do site também marcou um ano do projeto, que reúne ainda a administradora de empresas Amanda Ferro, mãe de um menino autista de 4 anos; a psicóloga Gabriela Ribeiro e a educadora física e psicomotricista Viviane Braga. “O TEAmamos nasceu com o propósito de acolher, de amar, de ser ombro de todos aqueles que convivem com o diagnóstico do TEA”, pontuou Amanda.

A psicóloga Gabriela Ribeiro concorda que é delicado o momento em que a família recebe essa notícia do médico. “Por isso, é tão importante uma rede de apoio. Se os pais e familiares mais próximos estiverem bem emocionalmente, a chance de desenvolvimento da criança nas terapias é muito maior”, avaliou.

Em toda a trajetória profissional da psicomotricista Viviane Braga, uma frase nunca lhe saiu da cabeça. “Nada sobre eles (autistas), sem a presença deles”. Por isso mesmo, o evento foi recheado de atrações mais do que especiais. Viviane entrevistou, ao vivo, o jovem Álvaro Oiano, de 21 anos, considerado autista leve. “A coisa que mais me incomoda é o fato das pessoas não se conscientizarem sobre o que é o autismo e nos julgarem como se fôssemos agressivos e não carinhosos”, confidenciou o jovem. “Entender o jeito de cada um, entender que o autismo é um espectro pode facilitar a inclusão”, complementou. Durante a programação, foram realizadas outras apresentações culturais de crianças e jovens com autismo, dos mais variados graus – de leves a severos.

Site
Na plataforma virtual do Teamamos, o usuário poderá contar com seções para saber os profissionais que atuam na área em todo o Brasil, além de ficar por dento de notícias sobre o tema que tenham credibilidade. Tudo passará por um crivo do grupo. Crônicas de pais e artigos especializados nas mais diversas áreas – como Medicina, Fonoaudiologia, Psicologia, Terapia Ocupacional, Educação Física, entre outros – também estarão disponíveis. O projeto de acolhimento às famílias autistas faz parte das atividades do Instituto Total, criado com o objetivo de comprometer empresas, instituições e pessoas físicas com a transformação da sociedade.

Além da representante do governador Ronaldo Caiado, superintendente Thaís Moraes, também prestigiaram a reunião a presidente da Comissão de Inclusão e Deficiência do Instituto Brasileiro de Direito da Família (IBDFAM), Denise Gondim de Mendonça; o presidente executivo do Instituto Total, Cleneilton Araújo Borges; a advogada Maíra Botelho, membro da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da OAB-GO; além de integrantes da Associação de Familiares e Amigos do Autismo de Goiás (Afaag); do Núcleo de Apoio e Inclusão do Autista (Naia); médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, jornalistas e sociedade civil de um modo geral.

Espalhe por ai:
https://www.morrinhosagora.com.br/wp-content/uploads/2019/10/IMG-20191022-WA0080-1024x682.jpghttps://www.morrinhosagora.com.br/wp-content/uploads/2019/10/IMG-20191022-WA0080-150x150.jpgMorrinhos AgoraGoiásAssunto foi abordado durante lançamento do site do projeto TEAmamos. Idealizadoras do movimento e superintendente da Infância e Juventude do Estado devem se reunir nos próximos dias O projeto de transformação social TEAmamos, criado com o propósito de acolher as famílias que convivem com a realidade do Transtorno do Espectro...As principais noticias de Morrinhos e Região